Category: Classic Rock

Aqui Sózinho - Estado de Espirito - A Vida Que Eu Sempre Quis (CD)

Posted on by Mekree

Reply Aline 27 de novembro de at Falou tudo! Reply Maria 3 de dezembro de at Texto interessante. Reply Marianeta 9 de janeiro de at Mas eu gostei e foi demais!! Reply Nicole 22 de janeiro de at Mais um post muito sensato.

Sem desculpas…. Obrigada por compartilhar…. Reply Cinthia Moreira 5 de abril de at Quanta lucidez. Reply Vanessa 3 de maio de at Texto maravilhoso! Eu nunca tinha parado pra pensar nessas coisas desta forma. Reply Clarissa 5 de junho de at O que eu achei do texto?

Gostei muito. Reply Patricia Leardine 7 de julho de at Muito bom o texto. Reply Patricia 30 de julho de at Estou encantada por seu blog!!! Muito legal o seu texto. Reply Tiago 4 de fevereiro de at Achei seu site. Reply Rosanna 11 de agosto de at Texto maravilhoso!!!

Simplesmente isso! Quem iria me ver babar num canto de um hospital? Existe louco em casa? Louco tem amigo? Louco tem livro plastificado? Louco uma vez, louca pra sempre? Desembarace os cabelos e sinta que problemas se alisam. Conte uma piada. Se os outros rirem bastante. Se a sua estranheza puder ser amada. Qualquer coisa menos loucura. Uma fofoca e pessoas em volta. O professor mais ou menos bonito, por ele.

Os outros. Que data mesmo? Da guerra. Que data? Menos louca. O hino. Sujou um pouquinho da meia. Sempre evitando que ela saia. Sempre segurando. Mais uma prova. Mais uma festa. Mais um garoto. Sempre um pavor escondido mas nem era nada disso. Sempre uma tristeza abafada mas nem era nada disso. Um dia. O homem mais bonito do mundo Uma vez eu conheci o homem mais bonito do mundo. Toda festa de jornalista forma pocinhas, pode reparar.

Ah, mas vou mesmo. Quem poderia ser mais bonito do que ele? Javier Bardem? O Brad Pitt? Eu prefiro os morenos. O Jesus Luz? Acho fraco, ele tem aquele lapso de vergonha suburbana no branco dos olhos. Enfim, tratava-se do homem mais bonito do mundo. E ele veio falar comigo. Como sempre. E ele, do alto de sua absurda e dolorosa beleza, foi tirando nota sete e meio em todos os quesitos.

Juntei a mulherada em casa. Algumas suspiraram. Algumas tiveram ataque de riso nervoso. Uma ficou bem irritada e foi embora. Ele era realmente o homem mais bonito do mundo. Todas concordaram. A ficha. Eu sempre sinto que pode ser esse, ou talvez com algumas mudancinhas possa ser esse ou talvez se ele quisesse, poderia ser esse Quero ter certeza, ali no fundo da alma dele, de que ele me ama.

Quero que ele saia correndo quando meu peito amargurado precisar de riso. Quero o sobrenome dele, o suor dele, a alma dele, o dinheiro dele brincadeira Achou muito? Exigir demais pode fazer eu acabar sozinha em mais shows do Roberto Carlos.

Deus me livre! Deixa eu ver Em cima, surfando antes de pegar fogo. O cara da catraca meu amor. Sempre muda o cara da catraca. Tem gente feia, gente bonita, gente assustada, gente com sono, gente no meio de gente.

O trem pra sempre. E fico feliz de ter chegado perto. Existe o movimento que fica atrasado no ar e durmo embalada por tanta coisa que quase parece coragem. E eu pedi socorro. As pessoas me olham como se eu mordesse. Qual o nome do filme? Sabe aquele mulher super equilibrada? Que nunca te cobra nada?

Super segura, nada ciumenta e calma? Ela tem outro. Eu tenho vontade de jogar meu celular numa parede qualquer. E me libertar da vontade de ouvir sua voz. Agora, eu fico pelos cantos das festas. Voltei a achar todo mundo feio e bobo e sem nada a dizer. E de fato sempre eram. A gente era parecido principalmente porque topava as coisas mais malucas como, por exemplo, brincar que tinha acabado de se conhecer numa festa, ainda que tivesse ido junto para a festa. E, quem diria: leve. De me sentir sempre como me sinto quando chega a tarde.

Porque cansei dessa gente que manda ter mais calma. Cansei de expor minha alma se no fim tudo acaba mesmo. Leve de uma vez e me engane por alguns dias. Achei que elas pudessem sofrer juntas, enquanto a gente se divertia. Eu tenho medo de tudo isso apagar e o vento levar suas cinzas, desse fogo todo ser de palha, como dizem. Depois ela resolvia. Mas eu preciso da minha loucura para escrever coisas geniais e ganhar dinheiro com isso. Eu cansei de ser perdoada, compreendida e aceita. Outro dia me peguei pensando que entre dobrar aquela esquininha da sua rua e ganhar na mega-sena acumulada, eu preferia a esquininha.

Amo seus rompantes em me devorar com os olhos e amo o nada que sempre vem depois disso. Virando e dobrando a sua esquininha. Atravesso a rua sozinha, carregando uma sacola cheia de presentes e cartinhas. Da vida que te desemprega mesmo depois de tantas noites em claro e de tantos beirutes indigestos. Da vida que te engana. Talvez de mim, de algum amor verdadeiro que durou um segundo Meus amigos me adoram. E isso 24 horas. Dessa coisa que talvez seja amor.

Preciso parar, preciso esperar. Odeio minha fraqueza em me enganar. Onde vou encontrar gente interessante? Me esconder. E melhor porque no dia seguinte o efeito mulher maravilha acha que sabe voar continuava. Muito amor Para os grandes, eu penso.

Muito amor. Um pacto de paz com o mundo. Porque ele ocupa coisas nossas que nem existem nos sentidos conhecidos. De um jeito que era mesmo o que eu achava que existia. Minha casca reclama mas incha. Tudo faz drama dentro de mim, ainda que nada seja realmente de surpresa. Sentir isso era o casaco de frio que sempre carreguei no carro.

Cansado, abandonado, amassado, sujo, velho. O guarda-chuva do porta-malas. E consegue tudo de mim. Uma vez, no recreio, comendo um Bis derretido, pensei isso, pela primeira vez: e se eu ficasse louca? Tudo, do simples ao inabalavel,tudo chega ao fim. Deus me proteja de mim, e da maldade de gente boa e da bondade de gente ruim.

E o seu que te prende? Para os grandes, eu penso. Sabe esses textos que eu publico aqui falando bobagem? Sabe esses textos falando que eu sei disso e sei daquilo? Ver tudo bonito. Nem de eu ser assim e falar tudo na lata. Nem de eu te beijar como se a gente tivesse acabado de descobrir o beijo. Nem desse meu agora ser do tamanho do mundo. O da canga e de todo o resto.

Eu posso sentir isso de novo. Que bom. Achei que eu ia ser esperta pra sempre, mas para a minha grande alegria estou me sentindo uma idiota. Sabe o que eu fiz hoje? Estrela, estrela, estrela. Da gente. Do que fomos. De tudo o que vivemos. Minha barriga inchou e ficou dura feito um tambor. Chega de meias bocas pra preencher profundos vazios. Meias bocas para beijar entradas inteiras.

Meios beijos de respeito na testa. Ou venha me ajudar a ferver essa banheira. Vamos ficar cegos de vapor e vermelhos de vida. Chega de ser metade aquecida, metade apreciada, metade conhecida. A gente se reconheceu de longa data quando se viu pela primeira vez na vida. Quando a gente chora e escreve aquele monte de poesia profunda. Ela sabia que precisava dele. De querer ele sempre e sempre e pra sempre.

E de dia, e tarde, de madrugada. Uma lasquinha. Pra dormir feliz. Depois ela resolvia Primeiro porque somos de verdade, depois porque somos filhos de Deus e, pra terminar, porque existe escova progressiva!

Todo mundo precisa, pra viver, morrer de vez em quando. Mulheres sonsas ganham por W. Hoje eu queria alguma coisa que continuasse. Um dia, de madrugada, liguei pra ele. Existem outras tantas, eu vou te mostrar! Nos conhecemos numa festa. Numa roda de amigos. A roda esvaziou. Sobrou ele, sorrindo como se nada tivesse feito. A maldade estava na mente dos outros. Sempre muito sabido, opinado e doce. O que me fez sentir muito especial. Pois vejam, mesmo distante, ele passou a me escrever quase que diariamente.

Ou quase. E ele disse isso, meio que chorando, meio que sofrendo. E eu, claro, compreendi. E ainda agradeci. E ainda me desculpei. E eu, cagando nove vezes ao dia e vomitando outras duas, o perdoei ao final do seu turismo sexual. Afinal, poxa, ele nem tem trinta anos ainda. Tem que conhecer pessoas, fazer amor, amar. Tem que viver. Viva, meu amor! Vamos focar na sua doce felicidade!

Estaria ele feliz porque tivemos uma longa e apaixonada noite de sexo selvagem? Secou o cabelo com meu secador, de modo a deixar sua franja muito bonita. Exagerou no perfume. E ainda pedisse desculpa. E fomos. Se passaram dez minutos. Se passaram quarenta e cinco minutos. Ainda deu tempo de ver uma garota muito feia e nariguda dando em cima dele. Sempre gentil com as novas amizades.

O licorzinho. Algo extremamente doce que implode na boca. Me perdoe, meu amor. E realmente me ensinou. De perder algo que ama muito? Se algum dia Manequim for objeto de palco, a gente se encontra.

Semana passada liguei pro meu melhor amigo e convidei para um cinema. Cheguei antes, comprei. Porque ele pagaria o estacionamento, eu disse que daria a carona da volta.

Ele me conta das meninas, eu conto dos caras. Ou vai mas sempre volta. Somos pra sempre. Ele me viu de cabelo amarelo enrolado. Eu lembro dele gordinho e mais baixo. E de sofrer assim e enlouquecer assim, nunca dou tempo de ser muito para esses amores porque estrago antes. Porque ele sempre volta. E todo mundo adora meu melhor amigo. E eu amo ele. Quem tem que ficar, fica. A vida me emociona o tempo todo mas se eu ficasse chorando, quem vai pagar minhas contas e me querer cheia de olheiras?

Vou esperar sentada. Mas vai ser em outro. Vou querer namorar? Vou querer casar? Vou querer pra pai dos filhos? E eu fico nessa felicidade de ser uma pessoa boa e capaz dessas coisas boas. Barzinhos de MPB? Nem pensar. Gente mais velha, mais bacana, jeito de falar bacana, estilo bacana, papo bacana. Orkut, MSN, chats. Eu sou sim a pessoa que Eu queria ser legal, ser boa, ser leve. No final do dia, a frase que eu temia. Eu sabia. Toda mulher feliz e equilibrada deixa saudades.

Berrei com o pior tipo de desespero do mundo. Que se foda a auto-ajuda, que se fodam os livros com homens carecas, que se foda o terceiro olho do cu? Esquentou e seus ombros tensos agradecem. Ah, devo ter dormido bem. Bom dia, bom dia. Um fala, outro concorda. Que segredo ela guarda? Na cozinha perguntam: novo amor? A noite toda? Nem um restinho de nada. Pouco importa qualquer outra vida do mundo. O celular, o e-mail, o telefone de casa, o ar, o interfone, a rua.

Linda, ela segue. Linda e feliz como nunca. O segredo do espelho, escovando os dentes, sozinha, aperta os olhos, segura a alma um pouco sem respirar. Nem com o ralo que a espera boquiaberto. Ou com alguma garotinha boba que vai namorar sua casca. E entenda que temos tudo o que duas pessoas precisam para ser feliz. Bastante assunto. Eu adorava colar estrelas no teto do quarto. E me pergunto: quantos pais ensinam isso a seus filhos? Tive sorte. E devo isso ao meu pai.

E essas pessoas que fazem curso de escritor? Pra que serve um curso de escritor!? Hoje estou acreditando que o amor existe e que as pessoas podem ser legais.

De chinelo, short, cara lavada e camiseta branca. Talvez apenas pro meu ex namorado. Nunca mais passo perfume masculino. Fico o dia todo me querendo. Estrago a pessoa amada em sete dias. E isso resume toda a vida existencial de uma mulher solteira. Sempre que sou homem depois desperto a pior das minhas mulheres. Sempre que algum homem fala algo muito inteligente ele cresce e me fura os olhos. Eis o amor cego. Porque era. Pelo retesamento na hora de entregar.

De tanto querer sentir, pensei sobre como estava sentindo, e perdi o sentimento. Sou uma pessoa de dentro pra fora. Sou mulher com cara de menina e vice-versa. Deixa tudo comigo, apenas exista. Eu sei disso. E mesmo sorrindo por ai, cada um sabe a falta que o outro faz. Alguns dizem que isso jamais daria certo. Outros dizem que foram feitos um para o outro. Quase impossivel. E eu quis gritar: Tem, tem eu.

Eu sempre fui sua. A gente quase completou um ano de namoro, quase. Ano passado essa hora, exatamente a essa hora, eu lembro bem. E eu esperei, esperei, esperei tanto tempo, nossa, como eu esperei.

Acho que eu nunca esperei tanto nada em toda a minha vida. A gente estava conversando sobre os legados que as pessoas deixam em nossas vidas e ela quis saber qual tinha sido o seu. O coiso me ensinou a gostar de MPB e cinema europeu, o outro coiso me ensinou a gostar de sexo e restaurante caro.

Que raios me ensinou? Fiquei sem saber na hora, fiquei sem saber o que responder para a Myla. Eu nunca, nunca, em vinte e sete anos de vida, tinha sofrido. Que porra eu ia esperar da vida agora? Pela primeira vez a realidade falou mais alto que a fantasia. E pronto. Qual o drama? A nossa dor acabou sendo toda a dor que fazia fila em mim para ser sentida. A dor da sua partida trouxe toda a dor do mundo. Sacode a poeira. Toma um banho de rio.

Abre essas asas. Grita alto, chora baixo. Pula alto e cai de cara. Desenha toda a beleza do mundo. Eles se amam. Ele continua vivendo sua vidinha idealizada e ela continua idealizando sua vidinha. Ela quer atitudes, ele quer ela. E todos os dias eles se perguntam o que fazer. E que no momento certo se reencontrem e que nada, nada seja por acaso. De todos os lugares, de todas as pessoas. O tempo passou, continuei acordando, indo dormir todos os dias querendo ser mais feliz para ele, mais bonita para ele, mais mulher para ele.

Conta, vai No espelho E te dizia no escuro que era mais ou menos amor mesmo. Ou encontrei o homem certo ou estou me tornando a mulher certa. Vai saber o que ele tem, nem ele sabe. Mas tem. De tanto treinar me acostumei. Eu tenho saudade de tudo.

Mesmo que acabe semana que vem. Me deixe um dia, se quiser. Mas me deixe te amando. Desisti Desisti. Eu simplesmente desisti. Me nego a brigar. Passei uma vida sendo a irritadinha, a que queria tudo do seu jeito. Sotaque tem que ser assim. Comer tem que ser assim. Dirigir, trabalhar, dormir, respirar. E eu seguia brigando. Querendo o mundo do meu jeito. Na minha hora. Querendo consertar a fome do mundo e o restaurante brega. Romanos 8 abaixo esclarece. Nosso papai, como a palavra Abba em Aramaico.

E isso resulta em cura e harmonia manifestadas. Conforme o seguinte testemunho da Anna S. Anna S. Ele, de fato, faz pensar! E esse exemplar foi direto para a prateleira.

Nem as capas foram abertas. Ela contou-me que parecia como se o livro tivesse pulado da prateleira! E em pouco tempo viu todos os seus problemas resolvidos. E ela se tornou uma seguidora.

As seguintes palavras das Escrituras foram amadas por centenas, milhares de anos. Ela foi levada para sua casa. A queda foi na quinta-feira. Domingo seu pastor local a visitou para dizer adeus a um membro fiel de sua igreja. Isso veio a mim em uma hora de grande necessidade; e eu lhes dou como testemunho do leito de morte para a estrela matutina que amanheceu na noite do senso material. E aquele que guarda os seus mandamentos permanece em Deus, e Deus, nele.

Os prisioneiros adoram a visita deles. Uma pessoa que sabe das visitas regulares deles, enviou a ele um e-mail com o relato a seguir. Ele desceu da moto e perguntou-lhe se poderia ajuda-la.

E esse era o meu problema, mas eu sempre tentei me convencer de que eu não era sarada porque eu não tinha tempo. Aí você pode me dizer, “Mas Fê, eu juro que eu não tenho tempo para nada, minha vida é trabalhar.” Eu acredito em você, mesmo! Só que ser ocupadíssimo também é uma escolha.

9 Replies to “Aqui Sózinho - Estado de Espirito - A Vida Que Eu Sempre Quis (CD)”

  1. “O homem, gerado por Deus, como ideia do Espirito, é a evidência imortal de que o Espirito é harmonioso e o homem, eterno” (S10, p). Esses fatos compreendidos e aplicados resultam na demonstração de que o homem é realmente a idéia espiritual de Deus, o Espírito. E isso resulta em cura e harmonia manifestadas.
  2. May 25,  · Aqui Sozinho By Estado de Espírito. • 1 song, Play on Spotify. 1. Aqui Sozinho. Featured on A Vida Que Eu Sempre Quis. More by Estado de Espírito. More Estado de Espírito. Listen to Estado de Espírito now. Listen to Estado de Music Duration: 3 min.
  3. Estado de Espírito - A Vida Que Eu Sempre Quis (Letra e música para ouvir) - Não sei / Se vou ficar aqui / À espera de ser feliz / / Não sei / Não pode ser só assim / A vida que eu sempre quis / / .
  4. E o que todos nós precisamos, pecadores que somos – que pecam contra Deus e contra o próximo –, é do amor condescendente de Deus, que desce a nós em nossa vida, oferecido a nós só porque Deus nos amou de tal maneira que enviou Jesus Cristo para satisfez as exigências da justiça para que todos os que se arrependem e creem tenham vida.
  5. Então, gente, era isso, eu só quis fazer esse aqui raro, eu fazer eh hoje eu teria fazer quando eu tava dirigindo a minha nave lá, ali meu minha nave, mas ontem quando você tem uma coisa engraçada que eu falei pro Ju, cara, a gente tem que tomar um baita cuidado de ligar o telefone na no carro, porque a gente vê tantos acidentes.
  6. A Vida Que Eu Sempre Quis, an album by Estado de Espírito on Spotify We and our partners use cookies to personalize your experience, to show you ads based on your interests, and for measurement and analytics purposes.
  7. A Vida Que Eu Sempre Quis - Duration: 2 minutes, Quero Ter Asas Para Voar - Duration: 3 minutes, 41 seconds. Estado de Espirito - Topic. views; 5 years ago; Aqui Sozinho - Duration: 3.
  8. Na carta do apóstolo Paulo aos Gálatas nos é informado que Espírito de Deus nos dá vida. Ou seja, todos nós temos a oportunidade de viver uma vida abundante no Espírito Santo. Essa vida a que se refere o texto é a promessa do Senhor Jesus Cristo: “eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância.” (João 10).
  9. Listen to your favorite songs from A Vida Que Eu Sempre Quis by Estado de Espírito Now. Stream ad-free with Amazon Music Unlimited on mobile, desktop, and tablet. Download our mobile app now.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *